Grupo Hospitalar Conceição
Unidades Básicas de Saúde

I. Forma de prestao do servio
As doze Unidades de Sade prestam atendimento atravs de equipes multidisciplinares, compostas por: mdicos de famlia e comunidade, dentistas, farmacuticos, psiclogos, enfermeiros, nutricionistas, assistentes sociais e residentes das referidas reas - agentes comunitrios de sade, auxiliares administrativos, auxiliares de higienizao, tcnicos de enfermagem, tcnicos de higiene bucal e vigilantes. Conta-se com o apoio matricial dos profissionais da nutrio, farmcia, psiquiatria e terapia ocupacional. A ateno sade da populao d-se priorizando o fcil acesso s aes e servios de sade, valorizando o vnculo entre profissionais e usurios, o cuidado integral e coordenado, a abordagem familiar, onde mdico de famlia e equipe de sade prestam atendimentos na unidade de sade ou em casa, e quando necessrio realizada internao domiciliar. Algumas condies de sade muito freqentes esto organizadas em programas de sade, entre elas: Imunizaes, Ateno s pessoas com Hipertenso, Diabetes, Asma, Tuberculose, HIV/Sfilis/Hepatites Virais, Sade do Idoso, Sade da Gestante, Sade da Criana, Sade da Mulher e Sade Bucal. Os servios so prestados diretamente na unidade de sade e/ou em visita domiciliar onde as pessoas so acolhidas e avaliadas para suas necessidades de forma integral.

Esto sendo ampliadas e/ou implementadas Prticas Integrativas e Complementares tais como Reiki, Meditao, Auriculoterapia, Acupuntura e Ayurveda, com atendimentos individuais e coletivos distintos, em algumas unidades do SSC.

Nas Unidades de Sade do Servio de Sade Comunitria confeccionado o carto SUS.

II. Requisitos e documentos necessrios para acessar o servio
Ser morador da rea de abrangncia da Unidade de Sade. Pra saber qual a unidade de referncia, acessar: http://www2.portoalegre.rs.gov.br/sms/default.php?p_secao=828. A solicitao de abertura de pronturio pode ser feita atravs do agente comunitrio de sade ou diretamente na Unidade. Os requisitos e documentos necessrios para acessar os servios so: comprovante de residncia e documento de identidade com CPF de cada integrante da famlia/domiclio.

III. Etapas para o processamento do servio
Para o atendimento, as consultas podero ser agendadas conforme agenda da Unidade de Sade, ou as pessoas que solicitarem atendimento imediato sero avaliadas pelas equipes de Acolhimento e encaminhadas e/ou orientadas, de acordo com riscos e necessidades individuais. As atividades coletivas acontecem conforme cronograma de cada servio.

IV. Prazo para prestao dos servios
Visita domiciliar: conforme cronograma de cada equipe, de 7 a 10 dias.
Abertura de Pronturio da famlia/individual: at 7 dias aps a solicitao
Procedimentos de enfermagem: ocorrem diariamente conforme demanda.
Consultas do dia, eventos agudos ou agudizao de situaes crnicas: so realizadas diariamente
Consultas programadas: preferencialmente em curtos prazos, at 3 meses
Receitas mdicas (renovao): de 3 a 7 dias aps a solicitao
Consulta com especialista (referncia e contra-referncia): depende do GERCON e da demanda para cada especialidade. Lista de espera sob gesto da SMS/POA. A marcao realizada atravs do sistema AGHOS, gerenciado pela Secretaria Municipal de Sade de Porto Alegre (SMS). O tempo de espera depende do nmero de consultas disponibilizado pela SMS.

V. Tempo de espera para atendimento
Acolhimento, procedimentos de enfermagem, consulta agendada, consulta do dia: o tempo de espera para o atendimento pode variar conforme o nmero de pessoas que buscam o servio a cada turno, o procedimento a ser realizado e o risco sade da pessoa quando solicita atendimento (gravidade do caso). No entanto, todos os usurios recebero na UBS orientaes e/ou respostas s suas demandas. Nenhum usurio deve sair da Unidade de Sade sem orientao e/ou resposta sua demanda de sade. Em casos de urgncias/emergncia o acesso imediato, conforme a gravidade.

VI. Formas e mecanismos de comunicao com o solicitante do servio
Os usurios podem entrar em contato com sua Unidade de Sade de forma presencial na recepo da Unidade de Sade ou atravs dos agentes comunitrios de sade, como tambm pelo telefone, site do GHC ou WhatsApp.

VIII. Formas e mecanismos de comunicao com o usurio
As equipes das Unidades de Sade podero entrar em contato com o usurio a partir de contato telefnico, WhatsApp ou visitas domiciliares realizadas por Agentes Comunitrios de sade e/ou outro profissional da equipe. As comunicaes referentes s aes e procedimentos dos servios ocorrem por meio de cartazes, cartilha do usurio, mural na recepo, no ambiente de acolhimento, em reunies do Conselho Local de Sade; na sala de espera; em atividades de educao em sade; visitas domiciliares e pelas redes sociais.

IX. Mecanismo de consulta, por parte dos usurios, acerca das etapas, presentes e futuras, esperadas para a realizao do servio solicitado, inclusive estimativa de prazos.
Informaes podero ser efetivadas na recepo da unidade de sade (presencialmente, por WhatsApp ou telefone) atravs do Conselho Local de Sade.

X. Tratamento dispensado aos usurios quando do atendimento
Em todos os servios os atendimentos prestados pelas equipes multiprofissionais primam por um cuidado humanizado, centrado na pessoa, visando integralidade e equidade da ateno sade do indivduo e sua famlia na busca da resoluo dos seus problemas, de acordo com o PTS estabelecido e pactuado com usurio e cuidadores.

XI. Retirada de medicamentos
As UBS mantm em estoque para dispensao os medicamentos da lista bsica, definida na Relao Municipal de Medicamentos (REMUME), em acordo com as normas do Ministrio da Sade. A lista atualizada pode ser consultada pelo aqui (hiperlink):
http://lproweb.procempa.com.br/pmpa/prefpoa/sms/usu_doc/remume2020.pdf.
Para retirada dos medicamentos necessrio ter os seguintes documentos em mos: Documento oficial com foto (RG ou outro); Carto SUS (de Porto Alegre), receita vlida conforme legislao vigente (Instruo Normativa 11/2015 da SMS) e cpia ou 2 via da receita. Recomenda-se que o usurio confirme com sua UBS o horrio de funcionamento da farmcia, pois estes podem variar de acordo com cada local.

XII Elementos bsicos para o sistema de sinalizao visual das unidades
A identificao de cada um dos servios prestados est sinalizada, externamente, com smbolos especficos para representar cada uma das redes de ateno ao SUS. Murais e sinalizao de entradas e sadas ocupam espaos estratgicos de cada uma das instalaes. Todos os profissionais trabalham identificados com crach institucional. Equipe multiprofissional do Consultrio da Rua e Agentes Comunitrios utilizam coletes de identificao. Para visitas domiciliares, os profissionais utilizam jaleco de cor branca e veculos com placa de identificao do Grupo Hospitalar Conceio.

XIII. Acessibilidade, limpeza e conforto
Nos servios de sade as instalaes buscam estar de acordo com as condies sanitrias e de conforto indicadas nas Normas de Segurana e Sade no Trabalho, com disciplina os preceitos de higiene e de conforto especialmente no que se refere as salas de atendimento e acolhimento, recepo, instalaes sanitrias (incluindo banheiro para pessoa com necessidades especiais ou cadeirantes), refeitrios, cozinhas e outros. H corrimo na escada de entrada e rampa de acesso, bem como disponibilidade de equipamentos inclusivos. Para oferecer conforto, integridade e segurana, esto contemplados: servio de higienizao dirio, no mnimo duas vezes ao dia; climatizao em todas as salas; bebedouro; informatizao em todas as salas; boa iluminao; separao adequada de resduos.

XIV. Procedimentos alternativos para atendimento quando o sistema informatizado se encontrar indisponvel
Os atendimentos so realizados de forma manual (boletins avulsos, retirada de pronturios). Os procedimentos que dependam do sistema informatizado, em caso de indisponibilidade, sero adiados (carto SUS, alimentao de dados, impresso de exames laboratoriais, digitao dos encaminhamentos de referncia e contra-referncia). Os agendamentos so manuais em algumas Unidades de Sade, e eletrnicos em outras, mas o atendimento aos usurios no interrompido.

Outras Informaes Importantes
O Conselho Local de Sade (CLS) o espao destinado participao da comunidade para a discusso e construo de alternativas que atendam sade dos usurios. As reunies do CLS ocorrem de acordo com o cronograma estabelecido pela equipe e a comunidade em cada unidade de sade. Para maiores detalhes, informar-se na recepo das unidades de sade ou com o seu agente comunitrio de sade.
Com o objetivo da formao em servio para qualificar profissionais da sade para atender s necessidades do SUS, conforme as realidades locais e regionais, todos os servios da GSC acolhem estudantes dos Programas Residncia Mdica e Residncia Multiprofissional em Sade que so acompanhados por preceptores, orientadores de campo e pelas equipes de sade dos cenrios de prtica dos Programas de Residncia.
De acordo com as diretrizes e o Plano Anual para Formao do GHC, os trabalhadores recebem incentivo e liberaes promoo interna de atividades para formao, nas equipes de trabalho e/ou no incentivo individual para atividades externas conforme a disponibilidade de recursos e hierarquizao de prioridades definidas pela Diretoria.

Unidade Hospital Conceio
Endereo: Rua lvares Cabral, 429, Bairro Cristo Redentor - Porto Alegre RS, CEP 91.350-250
Contato: (51) 3345.0543 (WhatsApp) / 3341.7557
E-mail: pshnsc@ghc.com.br
Horrio de funcionamento: de segunda a sexta feira, das 7h30min s 18h

Unidade Baro de Bag
Endereo: Rua Araruama, 487, Bairro Vila Jardim - Porto Alegre RS, CEP 91.330-560
Contato: (51) 3345.1503 (WhatsApp) / 3334.7196
E-mail: psbb@ghc.com.br
Horrio de funcionamento: de segunda a sexta feira, das 8h s 18h

Unidade Coinma
Endereo: Rua Repblica do Peru, 380, Bairro Jardim Sabar - Porto Alegre RS, CEP 91.210 190
Contato: (51) 3381.1173 (WhatsApp) /3361.3020
E-mail: pscoinma@ghc.com.br
Horrio de funcionamento: de segunda a sexta feira, das 7h s 18h30min

Unidade Costa e Silva
Endereo: Rua Dante ngelo Pilla, 373, Bairro Costa e Silva - Porto Alegre RS, CEP 91.150-080
Contato: (51) 3344.1152 (WhatsApp) /3362.2704
E-mail: pscs@ghc.com.br
Horrio de funcionamento: de segunda a sexta feira, das 7h30min s 18h

Unidade Divina Providncia
Endereo: Av. Saturnino de Britto, 1350, Bairro Vila Jardim - Porto Alegre RS, CEP 91240030
Contato: (51) 3338.2275 (WhatsApp) / 3361.3011
E-mail: psdp@ghc.com.br
Horrio de funcionamento: de segunda a sexta feira, das 8h s 18h

Unidade Jardim It
Endereo: Rua Biscaia, 39, Bairro Jardim It - Porto Alegre RS, CEP 91380030
Contato: (51) 3348.1288 (WhatsApp) / 3361.1030
E-mail: psji@ghc.com.br
Horrio de funcionamento: de segunda a sexta feira, das 8h s 18h30min

Unidade Jardim Leopoldina
Endereo: Rua Orlando Aita, 130, Bairro Jardim Leopoldina - Porto Alegre - RS
CEP 91240030
Contato: (51) 3345.1360 (WhatsApp)
E-mail: psjl@ghc.com.br
Horrio de funcionamento: de segunda a sexta feira, das 8h s 18h

Unidade Nossa Senhora Aparecida
Endereo: Beco Jos Paris, 235, Bairro Sarandi - Porto Alegre RS, CEP 91140310
Contato: (51) 3364 1428 (WhatsApp) / 3362.2160
E-mail: psnsa@ghc.com.br
Horrio de funcionamento: de segunda a sexta feira, das 7h s 19h

Unidade Parque dos Maias
Endereo: Rua Francisco Galecki, 165, Bairro Rubem Berta - Porto Alegre RS, CEP 91170550
Contato: (51) 3338.0188 (WhatsApp) / 3362.2164
E-mail: pspm@ghc.com.br
Horrio de funcionamento: de segunda a sexta feira, das 7h30min s 18h

Unidade Santssima Trindade
Endereo: Av. Vila Santssima Trindade, 141, Bairro Santa Rosa de Lima - Porto Alegre RS, CEP 91160800
Contato: (51) 3367.1963 (WhatsApp) / 3371.1880
E-mail: psst@ghc.com.br
Horrio de funcionamento: de segunda a sexta feira, das 8h s 18h

Unidade Floresta
Endereo: Rua Cons. Dvila, 111, Bairro Jardim Floresta - Porto Alegre RS, CEP 91040450
Contato: (51) 3362.6727 (WhatsApp) / 3362.6001
E-mail: psvf@ghc.com.br
Horrio de funcionamento: de segunda a sexta feira, das 8h s 18h

Unidade SESC
Endereo: Rua Ernesto Pellanda, 830, Bairro Vila Jardim - Porto Alegre RS, CEP 91320 220
Contato: (51) 3334.8383 (WhatsApp)/ 3341.2288
E-mail: pssesc@ghc.com.br
Horrio de funcionamento: de segunda a sexta feira, das 7h30min s 18h