Grupo Hospitalar Conceição
Consultório na Rua

O Consultrio na Rua um Servio que integra a Rede de Ateno Psicossocial, formado por equipe multiprofissional, que lida com os diferentes problemas e necessidades de sade da populao adulta em situao de rua, da zona norte de Porto Alegre.

II. Requisitos e documentos necessrios para acessar o servio
O critrio para acesso ao nosso servio a pessoa (ou grupo) estar em situao de rua na zona norte de Porto Alegre e aceitar o acompanhamento. A inexistncia de documentao no impede o acompanhamento inicial.

III. Etapas para o processamento do servio:
As atividades do CR-GHC se do por busca ativa de usurios em situao de rua com necessidades de sade, incluindo a busca ativa e ateno aos usurios de lcool e drogas, desempenhando suas atividades in loco, de forma itinerante, desenvolvendo aes compartilhadas e integradas s Unidades de Sade, aos CAPS, aos servios de Urgncia e Emergncia e a outros pontos de ateno, de acordo com a necessidade do usurio. No so realizados atendimentos de urgncia e emergncia. Nesses casos deve-se solicitar servio da SAMU.

IV. Prazo para prestao dos servios
O atendimento prestado semanalmente, em diferentes territrios na zona norte de Porto Alegre, de acordo a demanda do usurio. Os servios dependem dos fluxos e dos processos em rede.

V. Tempo de espera para atendimento
As visitas, em cada rea da zona norte de Porto Alegre, so realizadas semanalmente ou de acordo com necessidade de atendimento previamente combinado.

VI. Formas e mecanismos de comunicao com o solicitante do servio
O contato com os usurios se realiza atravs de abordagens individuais e/ou coletivas em diferentes territrios da zona norte de Porto Alegre a partir do vnculo estabelecido. A equipe vai ao encontro dos usurios na rua. Contato telefnico e busca ativa programada tambm so realizados. Demanda espontnea do usurio ao servio.

VII. Procedimentos para receber, atender, gerir e responder s sugestes e reclamaes
Em todos os servios, os usurios podem encaminhar email ao Assistente de Coordenao ou buscar contato no servio sempre que julgarem necessrio. Sugesto, reclamao, elogio, denncia ou outra solicitao podero ser atravs da Ouvidoria do GHC (0800 642 1300).

VIII. Formas e mecanismos de comunicao com o usurio
Contato feito diretamente com a equipe durante as abordagens ou por telefone. As consultas programadas na rede de sade e/ou intersetorial dependem dos demais servios onde o Consultrio na Rua estabelece intermediaes necessrias para insero do usurio nessa rede.

IX. Mecanismo de consulta, por parte dos usurios, acerca das etapas, presentes e futuras, esperadas para a realizao do servio solicitado, inclusive estimativa de prazos.
O planejamento de fluxos e rotinas so realizados anualmente atravs de pesquisas, coleta de dados, acompanhamento, monitoramento e anlise do banco de dados do servio.

X. Tratamento dispensado aos usurios quando do atendimento
Em todos os servios os atendimentos prestados pelas equipes multiprofissionais primam por um cuidado humanizado, centrado na pessoa, visando integralidade e equidade da ateno sade do indivduo e sua famlia na busca da resoluo dos seus problemas, de acordo com o PTS estabelecido e pactuado com usurio e cuidadores.

XI. Elementos bsicos para o sistema de sinalizao visual das unidades
A identificao do servio est sinalizada externamente. Murais e sinalizao de entradas e sadas ocupam espaos estratgicos de cada uma das instalaes. Todos os profissionais trabalham identificados com crach institucional e colete de identificao. Para abordagem na rua utilizam veculos com placa de identificao do Grupo Hospitalar Conceio.

XII. Acessibilidade, limpeza e conforto
Nos servios de sade as instalaes buscam estar de acordo com as condies sanitrias e de conforto indicadas nas Normas de Segurana e Sade no Trabalho, com disciplina os preceitos de higiene e de conforto especialmente no que se refere as salas de atendimento e acolhimento, recepo, instalaes sanitrias (incluindo banheiro para pessoa com necessidades especiais ou cadeirantes e chuveiro pra eventuais necessidades). Para oferecer conforto, integridade e segurana, esto contemplados: servio de higienizao dirio, no mnimo duas vezes ao dia; bebedouro; boa iluminao; separao adequada de resduos.

XIII. Procedimentos alternativos para atendimento quando o sistema informatizado se encontrar indisponvel
No se aplica (lanamento no sistema informatizado no realizado na hora do atendimento).

Outras Informaes Importantes
Com o objetivo da formao em servio para qualificar profissionais da sade para atender s necessidades do SUS, conforme as realidades locais e regionais, todos os servios da GSC acolhem estudantes dos Programas Residncia Mdica e Residncia Multiprofissional em Sade que so acompanhados por preceptores, orientadores de campo e pelas equipes de sade dos cenrios de prtica dos Programas de Residncia.
De acordo com as diretrizes e o Plano Anual para Formao do GHC, os trabalhadores recebem incentivo e liberaes promoo interna de atividades para formao, nas equipes de trabalho e/ou no incentivo individual para atividades externas conforme a disponibilidade de recursos e hierarquizao de prioridades definidas pela Diretoria.

UNIDADE CONSULTRIO DE RUA
Endereo: Rua Alfred Sehbe, 45 Bairro Vila Ipiranga - Porto Alegre - RS CEP: 91360-340
Contato: (51) 3340.1239
E-mail: consultorioderua@ghc.com.br
Horrio de funcionamento: de segunda a sexta feira, das 8h s 18h

Caso queira se manifestar sobre o servio prestado
Clique aqui